Aperto fiscal a caminho?

Publicado em 02/05/2019 por Dinheiro Rural

O Brasil está longe de ser um país que sustenta o campo com fartos subsídios.
Em uma lista do Banco Mundial, estamos em 33º lugar, atrás de Japão, Coreia, China, Estados Unidos, Canadá, e de muitos países europeus, como Alemanha, Espanha, França, Holanda, Itália, Suíça e Noruega, o campeão da lista.
Por isso, o alvoroço tem sido grande, agora que o governo Bolsonaro sinaliza que o setor também pode ajudar a pagar
a conta do esperado ajuste fiscal. A Secretaria de Comércio Exterior (Secex) terá de dar uma resposta sobre 39 medidas
antidumping que expiram em 2019. No mês passado, o leite importado da Europa e da Nova Zelândia foi o primeiro, mas
há outros produtos na lista, entre eles os florestais. Também está no rol das próximas batalhas o futuro da Lei Kandir, criada em meados dos anos 1990 e que isenta do pagamento de ICMS os produtos e os serviços destinados à exportação.