Reconexão com a culinária regional e oficina de percussão do Festival Sonido capacitam permissionários do Mercado de Carnes Francisco Bolonh

Publicado em 04/06/2019 por Gaby Comunicação

Márcio Jardim, do Trio Manari, dá aulas de percussão para crianças e adolescentes, enquanto chef Daniela Martins capacita permissionários para gerar renda com ingredientes do Ver-o-Peso, dando ao festival e ao Mercado um cardápio maior.
42049933234_0bd54311fd_o.jpg
Sonido é aberto ao público e terá 12 shows regionais e nacionais entre 14 e 16 de junho.
Começam neste dia 4/6 as capacitações do Festival Sonido. A primeira delas é "Vivências Culinárias: Reconexão com a Culinária Regional", uma parceria entre SeRasgum (produtora e idealizadora do Sonido) e o Instituto Paulo Martins. 
Durante a ação, que acontece de 4 a 6 de junho e é voltada para permissionários que trabalham no Mercado de Carnes Francisco Bolonha, a chef Daniela Martins trabalhará com a produção de pratos feitos para venda no próprio Mercado. 
O objetivo da realização com Dani Martins é reciclar e reconectar os permissionários do Mercado de Carnes com os ingredientes da feira do Ver-o-Peso, trazendo novas opções de comidas oferecidas em seus boxs e promovendo novas oportunidades de geração de renda. 
Antes, porém, o resultado estará disponível no cardápio do Festival Sonido, podendo ser conferido pelo público durante a programação que acontece entre 14 e 16 de junho no próprio Mercado de Carnes Francisco Bolonha (no Complexo do Ver-O-Peso).
Na semana anterior aos shows, o Sonido também realiza entre os dias 7 e 8 uma Oficina de Percussão para os filhos e parentes dos permissionários do Mercado. São jovens e crianças adolescentes que verão aulas ministradas por Márcio Jardim, do Trio Manari. Horários: sexta (7) de 15h a 18h e sábado (8) de 9h a 12h.
Entre os shows do Festival Sonido, alguns destaques: o multi-instrumentista paraense Manoel Cordeiro fazendo um show especial com o grupo Camarones Orquestra Guitarrística, que mistura elementos de rock, ska e surf music; a banda paulista de pós-rock E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante, que se apresentou no Lollapalooza 2019; e o pianista pernambucano Amaro Freitas, que une a cultura popular afro-brasileira ao jazz.
Mais informações nas redes sociais da Se Rasgum. 
Sobre Daniela Martins:
Dani é especialista em cozinha amazônica paraense, estando à frente da aclamada cozinha do restaurante Lá em Casa. Sua atuação se dá em duas linhas: resgatar pratos da cozinha típica e tradicional paraense e inovar esta tradição.
Tem formação em Chef de Cozinha pelo ICIF Brasil e cursos complementares na Escola de Gastronomia de Aires Scavone e na Escola da Arte Culinária Laurent. Realiza palestras e eventos servindo e divulgando a cozinha amazônica paraense. É vice-presidente do Instituto Paulo Martins.
SERVIÇO 1:
"Vivências Culinárias: Reconexão com a Culinária Regional"
Datas: 4 a 6 de junho 
Local: Mercado de Carnes Francisco Bolonha (Complexo do Ver-o-Peso)
Horário: 15h a 18h
Carga Horária: 9 horas 
Público-alvo: permissionários do Mercado de Carnes
"Oficina de Percussão com Márcio Jardim, do Trio Manari"
Datas: 7 a 8 de junho 
Local: Mercado de Carnes Francisco Bolonha (Complexo do Ver-o-Peso)
Horário:  sexta (7) de 15h a 18h e sábado (8) de 9h a 12h  
Público-alvo: filhos e parentes de permissionários do Mercado de Carnes
SERVIÇO 2:
Festival Sonido 4 – Música Instrumental & Experimental
Data: 14, 15 e 16 de junho
Local: Mercado de Carnes Francisco Bolonha (Av. Blvd. Castilhos França, s/n), em frente ao Solar da Beira
Horário: abertura de portões 18h30 
ENTRADA GRATUITA