Governo destravou taxas de LCA no começo do ano, diz ministra

Publicado em 19/06/2019 por Isto É

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou nesta terça-feira, 18, que o governo destravou as taxas para a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) no começo do ano. A participação dos recursos da fonte LCA no total dos financiamentos agropecuários na atual safra, até o mês de maio, passou de R$ 20,7 bilhões para R$ 28,5 bilhões.
“Foi uma medida importante destravar os juros”, reforçou o secretário de Políticas Agrícolas, Eduardo Sampaio. “Destravamos em fevereiro. De lá pra cá, a taxa de juro que tem sido aplicada, de 8,5% a 11%, depende do tomador”, disse.
A ministra disse que a medida foi discutida há tempos com o Banco Central e que há um aumento do interesse.
A taxa de juros para os grandes produtores será de 8% ao ano, ante 7% na safra 2018/19. O governo manteve a taxa de juros para produtores de médio porte em 6% ao ano. As taxas de juros para pequenos produtores serão de 3% a 4,6% ao ano.
O Plano Safra terá taxas de juros entre 3% e 10,5% ao ano para linhas de crédito de investimento. O plano destinará R$ 23,7 bilhões em crédito para médio produtor (Pronamp), R$ 50,7 bilhões em linhas de crédito para grandes produtores, R$ 69,1 bilhões em recursos com juros livres e R$ 55 bilhões oriundos de captações de Letras de Crédito do Agronegócio (LCA).