Com rebanho de campos nativos mais curto e pastos de inverno (pós soja) recebendo agora os animais, boi melhora levemente no RS

Publicado em 02/05/2019 por Notícias Agrícolas

Kg para o produtor está até R$ 5,10/boi e R$ 4,70 na vaca. Deve começar a puxar pouco mais até que os animais entrem no pastos, para 45/50 dias de terminação, até a desova a partir de julho. Procura por ternero para exportação reforça o preço, inclusive na reposição, a R$ 6,20/kg
Na região de Santana do Livramento/RS, a pecuária está perdendo áreas para o cultivo da soja já que o rendimento chega a ser 200% maior do que na pecuária.  Além disso, o mercado do boi teve uma leve melhora nas cotações.
De acordo com o Presidente do Núcleo Pampa Gaúcho de Criadores Hereford/Bradford, Dartagnam Soares Carvalho, as referências para o boi gordo estão ganhando força no estado do Rio Grande do Sul. “Nosso gado aqui no sul começou a dar uma leve melhora, mas ainda está longe das nossas pretensões”, comenta.
Com a falta de bois a pasto, as indústrias frigoríficas estão tendo que elevar os preços dos animais para compor as escalas de abate. “A soja está tomando conta dos campos agricultáveis e o boi está indo para os locais com pior qualidade. O rendimento da soja é muito maior do que da pecuária, já que a soja dá 200% a mais que o boi”, afirma.
Atualmente, as referências para o boi gordo na localidade estão próximas de R$ 5,10/Kg e a vaca está em torno de R$ 4,70/kg. “De novembro para cá, nós tivemos um acréscimo de R$ 0,30 nas cotações que é muito pouco e sem contar que nós perdemos muito no rendimento da carcaça”, destaca.